Reportagem concerto The Offshores no Auditório Restart

Na Quinta-feira, os The Offshores, cujas influências vão de Giorgio Armani a Luís de Camões, aterraram no Auditório Restart na Ajuda para um concerto americano à portuguesa. O blues, o folk estão lá e batem forte na noite lisboeta. Carlos Gonçalves Pereira (Mr Wolf) e companhia têm em The Spellbound Drift um CD colorido do cinzento ao preto, pesado e pensado e capaz de encher o ouvido, com um som que vai da guitarra de Miguel Rêgo às teclas de João Parreira. Foi um concerto fantástico? Yap.

Originalmente publicada na fendamel em 14/01/2012

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s