Reportagem Pássaro no Auditório Carlos Paredes

Fotografia João Cinda

Portugal é um país marado para ser cantor. As pessoas podem gostar de ti, podem reconhecer o esforço que fazes, mas, como um filme sem legendas, serás varrido para um canto quando um espectáculo com luzes mais brilhantes e com dançarinas mais esbeltas cá chegar. Isso é horrível para os cantores; para todos os outros é lindo, maravilhoso: concertos extraordinários e momentos de confundir as ideias são grátis. Os artistas sentem o público a 3 metros de si, como se o palco ganhasse um certo deslumbramento e ligação e o pensamento de espanto “isto é grátis?” não sai da cabeça. 
Última Sexta à noite, no Auditório Carlos Paredes, Pássaro (também conhecido como Gonçalo Miragaia) tocou sob o tema ‘7 poemas a 2/7 poemas a muitos’. O violino de Maria Côrte e a sonoplastia desordenada, mas estranhamente cativante de André Pinto com os seus mil instrumentos caminharam lado a lado com a guitarra de Gonçalo Miragaia durante cerca de 90 minutos, em que André Pinto foi o espectáculo do improviso escolhendo a dedo o instrumento para cada momento. Há um certo gozo em ouvir a “cover poética” de Pássaro de Mário Cesariny em Saudade ou as histórias do “rafeiro com certa pinta” em Gaspar. São músicas tocadas para umas dúzias de pessoas, que vêem Gonçalo Miragaia a afinar a guitarra entre músicas – “low-budget não dá para ter duas guitarras”; e low-budget não dá para tocar em salas maiores, nem dá para passar nas rádios, mas lá que dá um concerto do “caralho”, lá isso dá.

Originalmente publicada na fendamel em 17/09/2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s